Comprovando Experi Ncia De Becas

27 erros épicos e truques de pé

Pelos produtores de competição como se controlem um a outro. A sua luta pelo consumidor leva a redução de preços, redução de preços da produção, melhora de qualidade da produção, fortificação do progresso científico e técnico.

A competição de interindústria é a competição entre os homens de negócios ocupados em vários ramos da produção por causa da aplicação favorável da capital, as redistribuições chegaram, isto é também conduzem-se luta pelo consumidor que passou o rendimento da compra da produção desta firma. Como a taxa de lucro é sob o efeito de fatores diferentes, o seu tamanho em vários ramos é vário. Contudo cada homem de negócios independentemente porque onde a sua capital se aplica, procura subir nela lucro não mais pequeno, do que outros homens de negócios. Leva a uma modulação das capitais de cada um bifurca-se em outros: de ramos com taxa baixa de regresso em ramo com alta norma. Durante tal movimento das capitais da taxa de lucro de esferas de produção nivelam-se pela competição na taxa de lucro geral uniforme que representa uma média destas várias taxas de lucro. O lucro subiu na norma média segundo a capital promovida chama-se como lucro médio.

A competição é importante na vida da sociedade. Como a força vivificadora da economia de mercado, fomenta o desenvolvimento da produção e o aumento da sua eficiência. Graças à competição uma enorme variedade de mercadorias e serviços e oportunidades ricas de uma escolha de consumidores cria-se.

A competição como um método do controle econômico custa à sociedade das despesas mínimas, mas é assim a força importante que constantemente empurra o produtor na redução de preços da produção e os preços, estimula a luta pelo consumidor e a melhora da qualidade de mercadorias.

não há substitutos fechados. O produto do monopólio é único no sentido que lá não adiantam ou fecham substitutos. Do ponto de vista do comprador significa que tem de comprar um produto do monopolista ou fazer sem ele, isto é não há as alternativas aceitáveis;

Aproximações modernas da competição. Os economistas modernos consideram a competição de uma das razões de eficiência de produção. A competição força firmas a introduzir realizações científicas e técnicas, melhorar a tecnologia de produção. Na literatura ocidental muita atenção presta-se a formas de competição. Especialmente, distinga as seguintes formas principais da competição:

A formação do ambiente competitivo é a formação precedida da competição de mercado como isto e o choque dos interesses econômicos privados causados pela propriedade em fatores de produção, um produto e o rendimento. Mais do que transportadoras e interesses econômicos, a possibilidade da competição cheia como os sistemas das relações entre entidades econômicas economicamente independentes que definem os novos caminhos da realização dos interesses econômicos é mais provável.

o artificial — especialmente criado por concentração em mãos de alguém de certa atividade econômica (cartéis, cartéis, confianças, assunto, etc.). Também é possível contar: a posição monopólia da firma pode ser" natural" quando possui recursos não reproduzíveis raros, únicos, mas pode criar-se e é artificial quando a própria firma por recepções organizacionais forma o monopólio.